Esperanto

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Os eus que carrego comigo
Intimidam as ondas revoltas do mar
São vozes azuis, amarelas, vermelhas
Que Fotografam as nuvens sucintas do céu
Dançando a música invisível do tempo

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Não sei o que é Deus 
mas revelações acontecem,
 além das palavras.

terça-feira, 31 de outubro de 2017

O tempo não faz distinção
trata os filhos por iguais.
Não condena, não aprova
é testemunha de ilusões.

No faz-de-conta da vida,
O tempo é ignorado
como se tivesse parado.

Mas nos desgastes provocados pelo tempo,
O homem se vê desfigurado
E, sem propósito, não entende
O verdadeiro sentido da velha casa nova
E do vento

domingo, 22 de outubro de 2017

Vagando pelas   montanhas
Vejo nuvens no horizonte 
Que seguem sem destino
Os ventos do sul e do norte.  

Ao pé das montanhas eu vi
Encontros e desencontros
Os homens escrevem histórias 
Sem contar com  as tempestades.

Eu sempre gostei de romances
E espero "gran finale zen".
Vagando pelas montanhas
Vejo nuvens no horizonte.

terça-feira, 19 de setembro de 2017

O caráter elitista da poesia  incomoda, porque ela expressa as mais variadas emoções e sentimentos sendo, portanto, útil, a todas  as classes sociais.

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

A escuridão encobre as paisagens e os perigos do lugar
Faz do homem um viajante solitário
Que com muitas perguntas e poucas respostas
Escala assustado as temíveis e íngremes montanhas

domingo, 10 de setembro de 2017

Meus ídolos despencaram
Junto às águas podres e sem vida dos rios
Junto ao verde que agoniza calado
junto à estrada que determina meus passos...
E na solidão do abismo iminente,
Aciono as asas que me permitem o sonho.

domingo, 3 de setembro de 2017

Os dias são inspiradores com cheiros, sabores, que revelam o invisível aos olhos, impregnam como a nota mais delicada da canção e conquistam simpatia pela obra truculenta do criador.

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Nossas células escondem poderes e informações desconhecidos por nós.
 Micromundos capazes de emergir revelando conquistas e conhecimentos milenares.

domingo, 28 de maio de 2017

Sempre sentei na platéia
Esperando grandes shows
Vinha dia, vinha noite,
E os palcos sempre pobres.
Não vi nada diferente
Muito cenário, pouco conteúdo.
Hoje, deixei a platéia
Resolvi montar meu palco
O espetáculo começou
E não depende de platéia
Segue as notas de canções
De ouvidos apurados.

terça-feira, 11 de abril de 2017

Há, em tudo, expressões, metáforas, linguagens 
e os mares salgados são lágrimas humanas
perdidas nas possíveis paisagens cósmicas.

sábado, 1 de abril de 2017

A estupidez vende.
A estupidez comanda.
A estupidez escraviza.
A estupidez responde o que não sabe.
A vida é labirinto de estradas 
e rebanhos humanos 
obedecem, 
distraidamente

quarta-feira, 29 de março de 2017

A luz é para aqueles que enfrentam a escuridão.

quarta-feira, 15 de março de 2017

Sem conhecimento e sensibilidade, o abstrato fica reduzido a um tesouro lacrado no fundo do mar.

sábado, 12 de novembro de 2016

Se já não sente paixão
Talvez já começaste a morrer
Se está cansado de tudo
Talvez já começaste a morrer
Se  prefere a solidão
Talvez já começaste a morrer
Se o anoitecer traz satisfação
Talvez já começaste a morrer...
O sono é irmão da morte
Apague a luz

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

A valorização humana é bem vinda ,mas você deve estar fortalecido,convicto e estruturado para viver sem ela e, isso, é libertador.
inspirado no conto do Machado de Assis
 "O Espelho"


sexta-feira, 23 de setembro de 2016

A dor é para todos, mas as alegrias, não!

sábado, 17 de setembro de 2016

As coisas ficam
As pessoas vão
Sem bagagem, e deixam saudades
Nas memórias e corações próximos

As pessoas vão
As coisas ficam
Mesmos palcos, novos atores
E a peça continua
Esperando uma nova direção

terça-feira, 6 de setembro de 2016

Somos parte de um todo e o que atinge a um diretamente, atinge a todos, indiretamente.

sábado, 27 de agosto de 2016

O meu super homem é aquele que desmascara uma ilusão, é aquele que derrota uma dor emocional e, livre, saí por aí, a voar como um pássaro.

sábado, 13 de agosto de 2016

A poesia revela os segredos da alma e do coração

domingo, 24 de julho de 2016

O homem tem duas almas, uma para atender ás necessidades da sociedade e, a outra, oculta e desconhecida por ele.
Inspirado no conto de Machado de Assis
"O Espelho"

domingo, 17 de julho de 2016

O clima determina nosso estado de espírito.
Se frio, bom para fogueira e bate papo ao luar
Se quente, praia,sorvete e caminhadas
Se frio, bom para pensar e escrever como Shakespeare
Se quente, bom para dançar e sambar o carnaval
E, sendo filhos do tempo e do clima,
Vamos escrevendo a nossa história
Nas tortas linhas desse incrível livro que se chama "vida".

domingo, 26 de junho de 2016

A burguesia, formadora de opinião, chuta o pau da barraca, e, navega, pensando ser inatingível mas, se esquece do balanço das águas do mar.

quarta-feira, 11 de maio de 2016

As tecnologias nos oferecem rios de dinheiro mas, nos rouba aquilo que o dinheiro não compra, a paz.

domingo, 1 de maio de 2016

As lágrimas de uma criança nem sempre se traduz na dor física. 
Criança também tem alma e, por conta disso, deve ser respeitada.

sábado, 30 de abril de 2016

A habitação, o vestuário, os hábitos humanos, o gosto musical, etc  expressam o que o homem tem na mente e no coração.


Para Nietzsche:
 "O super homem pode controlar a terra, o fogo, a água, e o ar"


quarta-feira, 20 de abril de 2016

Sou obra do acaso
Átomo de carbono perdido na imensidão do universo
As estrelas estão na minha mente
E você no meu coração

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Matar o que já morreu?
Nas ruas povoadas, eu solitária
No verão de praia, eu sinto frio...
Sonhos? Foram com o vento
E o barco está á deriva
Sem lágrimas, sem risos
Só eu, o mar e a imensidão

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

As artérias de uma cidade são veredas conhecidas, mas que podem nos surpreender, de repente.


A poesia vê beleza no ambiente, vê beleza na existência e, nos direciona,sutilmente.




Os sentimentos são tocados não pela música leviana, corrompida e viciante mas, pela delicada música dos ventos, pela beleza das flores, pelo magnífico nascer do sol.....

sábado, 31 de outubro de 2015

A poesia nos ajuda a penetrar o lado sensível e doce da vida, resgatando uma alma solidária, humana, generosa mas, lúcida e capaz de ponderar livremente sobre as difíceis questões do mundo.

sábado, 17 de outubro de 2015

Os rios secam,
As matas agonizam,
Os animais migram, morrem...
E, num ritmo sofrido e de grandes perdas,
A lua vê e ouve calada.



 Poesia forma caráter e pode detonar nossas más tendências.

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Ser saudável
É viver de acordo com o que se pensa
É assumir erros e se cobrar acertos
É ser você mesmo em qualquer situação do mundo
É se amar e se respeitar sempre


quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Milhares de mundo contidos em um.
Mundos confusos,aprisionados pela própria experiência, pela opinião alheia, pelo condicionamento, pelo inconsciente...
Fantasmas que aniquilam e precisam ser identificados e superados.

terça-feira, 11 de agosto de 2015

Eu quero
A inocência dos pássaros
O sossego dos campos solitários
A esperança da estrada dos sonhos
E a lanterna que clareia os caminhos


segunda-feira, 10 de agosto de 2015

O sangue humano escorre a céu aberto, manchando e contaminando a nascente da vida
A chaga é profunda e terá frutos amargos, raquíticos, doentes e medonhos

domingo, 9 de agosto de 2015

A poesia bate na porta, te convida pro banquete e resgata sua alma

sábado, 8 de agosto de 2015

Não siga os rebanhos humanos, pare e pense 
antes de ir. os rebanhos estão perdidos, despreparados, não são espelhos pra ninguém.


sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Sem legado 
Você é um barco estacionado
Você é uma árvore aniquilada
Você é um dia nublado
E, será, uma página desperdiçada

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Ser como uma folha ao vento, que respira poesia dividindo, irreverência, leveza, classe e ousadia.


quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Entre outras coisas
O bate papo informal
O encontro inesperado
A música da casa ao lado
A chuva que molha o telhado
E mais um capítulo de vida.

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Por que eu respeito a poesia?
Porque ela se limita a tocar nossos sentimentos descrevendo, elegantemente, o ambiente e a vida, sem tentar nos chantagear e controlar com histórias absurdas.


segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Antes do amanhecer
O galo canta
A lua, dama da noite, desce do salto
A bicharada acorda, sem se dar conta
E o palco da vida desperta
Com luz, câmera e ação


domingo, 2 de agosto de 2015

A planície se estende no horizonte
Dando asas á imaginação.
Lá longe, a vida acontece,
Com infinitas possibilidades 
E um novo dia há de raiar
Com estilo, harmonia e sabedoria

sábado, 1 de agosto de 2015

Amanhã,
As horas não vão importar,
As estrelas não vão brilhar,
Os sinos não vão tocar...
Então, será sua vez de atuar 
Porque o show não pode parar.
Já não vejo a beleza dos campos de outrora,
Levemente molhado pela fria neblina,
Mas alheia e cúmplice da noite medonha.

Eu também sou produto da noite,
E vivo como os campos a sonhar.
Com muitas perguntas e um enigma na mão,
Espero fragilizada a revelação.

domingo, 26 de julho de 2015

O calor desinquieta,
Rouba o descanso,
Sacrifica a vegetação...
Mas não se preocupe comigo
Sou coisa que enxerga no escuro
Resistente a tempestades e fortes ventanias.
Solitária, mas com garra para enfrentar 
Os difíceis momentos da vida.





A nossa mente está no controle de tudo.
Então, exercite o auto conhecimento, solte seus passos, e será um espírito livre.

sábado, 25 de julho de 2015

E lá vai a passarada sobrevoando as cercanias, com graça, sutileza e muita poesia.

Somos, cada um de nós, peças de um quebra cabeça cósmico, precisamos trilhar novos caminhos e a partir da sensibilidade coisas incríveis podem acontecer.